© 2007-2012 Todos Direitos Reservados Termos Legais

Novidade: Nossos trabalhos na Universidade confira ... NEWS: Our works at University see more...

28 de jul de 2012

Minha 1ª Bolsa feita com Pneu

Oi Gentes!
Depois do meu 1° Trabalho feito com Pneu,
Que é este cinto aqui,
Fiz a minha 1ª bolsa!
Gostei muito e já estou usando.
É do tipo de alça comprida e fininha,
Ideal para usar em diagonal.




27 de jul de 2012

Curta Nossa Página no Facebook

Estamos com nova página no Facebbok!
Foi criada para divulgar a Lojinhj@ Segunda Edição.
Vai ser muito legal se curtires ou compartilhares.

Confira:
https://www.facebook.com/segundaedicao


26 de jul de 2012

Meu 1° Trabalho com Pneu



Este é meu primeiro 1° trabalho com Pneu de Bicicleta Descartado!
Me inspirei na arte do Dènes: www.flickr.com/photos/mind1/
E fiz um cinto, adorei o resultado!
Só que dá trabalho pois é difícil cortar.
Mas vale a pena!
Depois coloco o PAP aqui.

É bom lembrar que os pneus descartados não são reciclaveis em grande escala,
E como demoram 600 anos para se decompor, se tornam um grande problema ambiental.
Claro que reutilizando alguns deles em arte não resolvemos isto,
Mas ao menos conseguimos evitar que muitos vão aos lixões.

Veja mais: http://ambiente.hsw.uol.com.br/reciclagem-pneus.htm 

DICA 
Se gosta de trabalhar com arte reciclada e quer mesmo colaborar com a natureza,
dê preferência para reutilizar materiais que não são comumente recicláveis pelas indústrias brasileiras.
Exemplos de não-recicláveis:
* pneus
* papel plastificado (tipo de revista, panfletos, cartazes)
* papel adesivo e fita crepe
* tetrapack (tipo caixa de leite)
* BOPP (tipo embalagens de café, biscoitos)
* isopor e espumas
* teclados de computador
* alguns metais como clips,  latas de tintas e latas de combustíveis
* acrílicos
* espelho, cristal, lâmpadas, cerâmicas e louças 
.
E, por outro lado, evite ao maximo adquirir produtos com essas características não-reciclaveis.
Veja mais sobre não-recicláveis aqui:
http://www.ib.usp.br/coletaseletiva/saudecoletiva/naoreciclaveis.htm
http://www.tre-rj.gov.br/portal_ambiental/coleta_seletiva/reciclavel_nao_reciclavel.pdf (para imprimir)


14 de jul de 2012

Mocotó Quentinho!




Comer bem recicla a alma!
E um prato bem quentinho, neste frio aquece o coração também!
Acabei de fazer.
Não resisti e trouxe para mostrar para vocês.
É uma Sopa de Mocotó, prato tipico daqui do Rio Grande do Sul.
Chamamos simplesmente de "Mocotó" e é altamente calórico e gostoso,
Por isto é muito consumido no sul gaúcho, no nosso rigoroso inverno.
Fiz  meio tradicional meio a minha maneira.
Acompanha vinho Tannat, pães e biscoitos salgado, linguiça calabresa, azeitonas, ovos e salsinha picados.
Para quem quer saber a receita, dê uma passadinha aqui amanhã que vou compartilhar.
(JÁ PUBLICADA ABAIXO)

Segue a receita como fiz,
Não utilizei todos os ingredientes da receita mais tradicional por aqui,
Como o mondongo e a coalheira,
Então a sopa fica menos calórica e, para mim,  também mais gostosa.


RECEITA


Utensílios
1 panela de pressão média
1 panela grande (a melhor é de ferro- a preta pois muitos confundem com as prateadas grossas que de fato são de alumínio)
1 colher de pau grande
1 faca
1 jarra ou chaleira
1 escumadeira

Ingredientes
1 1/2 Kg mocotó (pata de gado) cortado em pedaços
500 g feijão branco
400 g linguiça calabresa defumada fina
500 g linguiça calabresa defumada grossa
100g de bacon em cubos
1 cebola
2 tomates
1/2 pimentão verde
4 batatas médias descascadas e cortadas em pedaços
1 maço de salsinha picada
100 g de azeitonas verdes inteiras
4 ovos cozidos duros e picados
temperos: usei sal, manjerona, hortelã e pimenta calabresa (quantidades ao gosto)
1/2 xícara de óleo de cozinha
Bastante água
Pães, torradas e/ou biscoitos salgados
Vinho tinto (o Tannat é o ideal)


Mode de Fazer

Preparando os ingredientes
1 - Lave bem o mocotó e coloque para ferver numa panela de pressão por mais ou menos 40 minutos;
2 - Apague o fogo e espere esfriar;
3 - Abra a panela e verifique se as carnes e cartilagens estão começando a desprender dos ossos, pois é este o ponto certo;
4 - Se não estiverem, coloque um pouco mais de água e leve ao fogo, na pressão por +- 30 minutos;
5 - Espere esfriar;
6 - Separe os ossos e carne do líquido;
7 - Agora raspe bem os ossos de modo que solte a carne, cartilagens e gorduras;
(de agora em diante ao referir a carnes, entenda-se que falamos de carnes e cartilagens)
8 - Dispense os ossos e revise bem as carnes para que não fique nenhum ossinho, pois pode ser perigoso, se ingerido; Também dispense o excesso de gorduras, mas ATENÇÃO para não confundir as gorduras com as cartilagens, que são a essência do prato;
9 - Reserve o líquido numa tigela funda (evite plástico e alumínio);
10- Deixe o liquido descansar por +- 6 horas (pode ser de um dia para outro na geladeira);
11- Se for reservar de um dia para o outro também reserve as carnes na geladeira;
12 -Após o descanso verá que na tigela onde só tinha liquido, agora  haverá duas camadas: uma liquida, outra gordurosa, retire a parte de cima, que é a gordurosa, e dispense. Só será usado o liquido restante.
13- Agora cozinhe o feijão com bastante água, na panela de pressão por 30 minutos, apague o fogo e deixe esfriar;
14- Na panela grande, coloque o óleo de cozinha ,  um pouco de  água e a linguiça grande inteira;
15 - Deixe em fogo médio até a água secar e a linguiça dourar dos dois lados;
16- Retire a linguiça grossa, corte em pedaços médios e reserve;
17- Provavelmente ao dourar, a linguiça grossa deverá ter soltado muita gordura, então dispense quase toda, mas deixe um pouco e nela, na mesma panela,doure a linguiça fina, já cortada em rodelinhas finas;
18- Depois de douradas, retire as rodelinhas com a escumadeira e reserve;
19- Também na mesma panela, na gordura que dourou a linguiça fina, doure o bacon cortado em cubos e depois o reserve junto com as rodelinhas de linguiça;
20- Ainda na mesma panela coloque as carnes de mocotó e doure, depois reserve;

(observe que dos itens 14 a 20 foram sendo colocados retirados os ingredientes para dourar. Nestes passos controle para que não acumule muita gordura, dispensando o excesso.)


Fazendo o Mocotó

21- Na mesma panela, deixe um bem pouquinho da gordura que restou da etapa anterior e nela doure a cebola picada;
22- Acrescente o feijão junto com a água na qual o cozinhou;
23- Junte também o líquido onde o mocotó foi cozido (veja item 12 acima);
24- Vá mexendo de quando em quando;
25- E ao começar a ferver, coloque as carnes do mocotó, já douradas;
26- De agora em diante, vá controlando a água e acrescentando mais sempre que necessário, mas vá acrescentando aos poucos para que não fique "aguado"
27- Junte os pedaços das batatas e da linguiça grossa;
28- Acrescente metade do bacon e metade da linguiça fina em rodelas que estavam reservados;
29- Coloque na sopa os tomates e pimentão picados;
30- Dê uma calibrada na água. Prove e acrescente um pouco da salsinha picada e demais temperos nas quantidades de seu gosto (cuide para não exagerar pois as linguiças já são temperadas);
31- Deixe ferver e não esqueça de mexer frequentemente para que não pegue no fundo. Faça assim até que o feijão esteja quase todo desmanchado;
32- O ponto certo é: o feijão desmanchando e o caldo grosso.
33- Está pronto!! Desligue o fogo.


(o tempo de preparo da sopa entre o item 21 a 33 é de mais ou menos 02 horas)


Para Servir

Gosto de servir a sopa na panela de ferro.
E em cumbuquinhas separadas:
- os ovos picados,
- as azeitonas,
- a metade restante da linguiça fina em rodelas com o bacon,
- a salsinha picada.

Faça assim:
Sirva a sopa em um prato fundo e, por cima, espalhe uma colher de sopa do conteúdo de cada cumbuquinha.
Para acompanhar, os pães, biscoitos e/ou torradas salgados, uma taça de vinho tinto e uma de água.


DICA
Como Mocotó é um prato de inverno e nessa época usamos a lareira, costumo reutilizar o excesso das gorduras descartadas para iniciar o fogo na lenha. (também serve para iniciar o fogo no carvão da churrasqueira). 
E ainda podem ser usadas para fazer sabão ou destinadas para a reciclagem de óleos.
Os ossos e cascas podem ser usados na compostagem ou enterrados diretamente perto das plantas, servindo como adubo em sua horta ou jardim.

Related Posts with Thumbnails

Ver mais ...

Neste espaço estão trabalhos manuais que faço nos momentos de lazer. São sugestões para reaproveitamento de materiais como tecidos, PET, BOPP, VHS, K7, CDs, DVDs plásticos, alumínios e outros ... O resultado são peças úteis, transformadas pelo artesanato. Também tem o espaço para as artes dos amigos: enviem coisas legais que compartilhamos aqui. :)

Obrigada pela visita!






Contribua para este projeto
 

©2007-2011 Modelo By FazendoArte